Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2007

Brasil e Angola discutem programas de educação

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Segunda, 26 Fevereiro 2007 00:00

ASCOM-FNDE (Brasília) – Representantes do Ministério da Educação participam nesta terça-feira, 27, do 1º Encontro Municipalista Brasil-Angola, evento que vai discutir temas como merenda escolar, Universidade Aberta do Brasil e capacitação de professores. O encontro, no auditório da Associação Brasileira de Municípios (ABM), em Brasília, reúne prefeitos municipais e dirigentes do governo angolano e do Brasil. Eles também vão trocar informações sobre o Fundo de Apoio Social, agência do governo de Angola dedicada à reconstrução da infra-estrutura social e econômica do país.

Na quarta, 1º , o encontro prosseguirá em Unaí (MG), para que os dirigentes angolanos conheçam a gestão municipal no Brasil. Recentemente, o Brasil assinou acordo com países africanos – São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Moçambique e Angola – e também com a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) para implementar nas escolas públicas daquelas nações um programa semelhante ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). No período de 8 a 23 de março, técnicos do FNDE vão a Cabo Verde apresentar o Pnae e ajudar a formatar o programa de alimentação deles. Em seguida, marcarão uma visita a Angola, com os mesmos propósitos.

Com orçamento de R$ 1,5 bilhão em 2006, o Pnae é considerado um dos maiores programas na área de alimentação escolar no mundo. Atende a todos os alunos do ensino fundamental da rede pública. Nesta terça-feira, Márcia Molina, coordenadora-geral adjunta do Pnae, explicará para os angolanos como é executado o programa, seus princípios e diretrizes. "Vamos mostrar a experiência, sob a ótica do direito humano, e o trabalho para atingir a universalidade", disse.

Também nesta terça, Alessandro Candeas, chefe da Assessoria Internacional do MEC, falará no encontro sobre a agenda de cooperação Brasil África, destacando temas como formação de professores, alfabetização, educação especial e apoio do Brasil ao Instituto Nacional de Desenvolvimento da Educação de Angola. Em seguida, Hélio Chaves, diretor de Política em Educação a Distância, explicará como funciona a Universidade Aberta do Brasil (UAB), coordenada pela Secretaria de Educação a Distância do MEC.

Outras informações pelo telefone (61) 3226-9520 ou na página eletrônica  da Associação Brasileira de Municípios.


Súsan Faria

Fim do conteúdo da página