Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
bienal do livro

FNDE valoriza a história do Acre na Bienal do Livro

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Quarta, 06 Setembro 2017 17:14
FNDE valoriza a história do Acre na Bienal do Livro

Encantadas com a princesa que circulava nesta quarta-feira, 6, pelo estande do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), crianças de todas as idades lotaram o auditório do espaço para ouvir contos e fábulas que fazem parte do cotidiano de meninos e meninas acreanos. É que a admirada princesa nada mais era que uma professora que faz do dia a dia dos alunos de uma escola da zona rural do Acre um verdadeiro conto de fadas.

Graciene Mariano, que participa pela primeira vez de uma Bienal do Livro, já prendeu a atenção das crianças ao entrar no palco contando a história de sua terra natal, deixando os pequenos impressionados com a lenda do índio Mapinguari, um gigante peludo que vive na floresta e tem um olho na testa e a boca no umbigo.

“É um sonho estar aqui representando minha região”, contou a professora da Escola Rural Dr. Oscar Felício, de Rio Branco. Com orgulho, ela afirma que os 186 alunos de educação infantil com quem trabalha são estimulados à prática da leitura desde cedo e já aprendem a incentivar os pais, irmãos e demais familiares. “Somos um pequeno grupo que pretende influenciar toda uma região, pois partimos do princípio que diz que quem ouve se interessa”, destacou Graciene.

A garotada que visitou o estande do FNDE nesta quarta-feira se fartou de histórias. Além de contos e fábulas, teve arte pra todos os gostos. No período da tarde, contadoras de histórias da Associação Viva e Deixe Viver, de Brasília, divertiram as crianças com trava-línguas e narrativas embaladas por músicas do folclore brasileiro.

“Tô me divertindo muito”, comemorou Gabriel Oliveira, de 9 anos, aluno do 3º ano da Escola Municipal Ernani Moreira, de Niterói. Acompanhado de outros coleguinhas de turma, o garoto era um dos mais participativos na hora das histórias e saiu do auditório contando aos outros as lições que aprendeu. “Hoje aprendi que mais cedo ou mais tarde a gente sempre vai precisar de alguém, por isso devemos ajudar o próximo”, afirmou o estudante.

Robótica - Para quem gosta de tecnologia, o estande do FNDE ainda foi palco, pela segunda vez essa semana, de um verdadeiro show de robótica apresentado por jovens estudantes integrantes da equipe Jaguar (robótica aplicada), do Instituto Federal do Rio de Janeiro, campus Volta Redonda. Os robôs humanoides NÃO encantaram não só as crianças, mas reuniram adultos e adolescentes, que disputaram espaço entre a plateia para conferir as performances.

O estudante Kauã Lima, da Escola Estadual Lincoln Bicalho Roque, de Curicica, não escondia sua empolgação e fez questão de interagir com um dos pequenos robôs. “Tô impressionado com o jeito como ele se mexe. Parece gente”, exclamou o garoto.

O estande do FNDE segue com variadas programações no Pavilhão 4 (verde) da Bienal do Livro Rio até domingo, 9/9.

Serviço:

18º Bienal Internacional do Livro Rio

Período: de 31 de agosto a 10 de setembro de 2017

Horários de funcionamento:

31 de agosto: 13h às 22h

7 de setembro (feriado): 10h às 22h

Durante a semana: 9h às 22h

Finais de semana: 10h às 22h

Local do evento:

Riocentro - Av. Salvador Allende, 6555 - Barra da Tijuca/Rio de Janeiro

Fim do conteúdo da página