Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
PNAE

FNDE recebe comitiva do governo da China

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Quarta, 18 Outubro 2017 18:38
FNDE recebe comitiva do governo da China

Intercâmbio entre os países tem permitido fortalecimento da política de alimentação escolar

O presidente em exercício do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Rogério Lot, recebeu nesta quarta-feira,18, representantes do governo Chinês que vieram em comitiva ao Brasil para continuar a troca de experiências iniciada em maio de 2017 - ocasião em que o país recebeu a comitiva brasileira – sobre o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e o programa de alimentação escolar da China.

Durante o encontro, a coordenadora Geral do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), Karine Santos, elucidou e detalhou as iniciativas realizadas pelo Estado brasileiro no âmbito da alimentação escolar e pontuou que nossas extensões territoriais são um desafio e também proporcionam uma variedade.

O vice-presidente e secretário geral da China Development Research Foundation (CDRF), Lu Mai, abordou os principais pontos que norteiam o sistema chinês, esclarecendo que as iniciativas de cuidado com a alimentação começam antes mesmo da criança nascer. Mas que o principal diferencial do país está no monitoramento nas escolas que é constante e possibilita acesso a detalhes exatos de toda execução da política pública chinesa.

Lot presenteou os integrantes da equipe asiática com o caderno de Boas Práticas da Alimentação Escolar brasileira e encerrou o encontro elogiando o formato do sistema chinês. “É impressionante perceber a qualidade e organização que a China consegue estabelecer no seu programa nacional de alimentação. Sem dúvida alguma, essa troca de informações só enriquece nossa experiência e nos abre horizontes para melhorar cada vez mais”, conclui.

Pnae – O Programa Nacional de Alimentação Escolar, implantado em 1955, contribui para o crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem, o rendimento escolar dos estudantes e a formação de hábitos alimentares saudáveis, por meio da oferta da alimentação escolar e de ações de educação alimentar e nutricional.

São atendidos pelo programa mais de 41 milhões de estudantes, distribuídos nas mais de 156 mil escolas da rede pública. O montante compreende alunos de toda a educação básica (educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e educação de jovens e adultos) matriculados em escolas públicas, filantrópicas e em entidades comunitárias (conveniadas com o poder público).

Fim do conteúdo da página