Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
FNDE

FNDE e governo do Maranhão discutem estratégias para a Educação

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Segunda, 15 Abril 2019 17:21
FNDE e governo do Maranhão discutem estratégias para a Educação

 Reunião entre o presidente da autarquia, Carlos Alberto Decotelli, e o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, ocorreu nesta segunda-feira, 15, em São Luís

A gestão estratégica e financeira da educação, alinhada entre o Governo Federal, estados e municípios do Maranhão, foi o principal tema da reunião que ocorreu nesta segunda-feira, 15, em São Luís/MA, com a participação do presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Carlos Alberto Decotelli; o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, e equipe de auxiliares da secretaria.

Decotelli tem visitado secretarias estaduais de educação de diversos estados brasileiros para conhecer de perto as necessidades locais e construir parcerias estratégicas para o desenvolvimento das ações educacionais em cada região. De acordo com o presidente, há recursos com os municípios que ainda não foram utilizados e a presença do Estado será fundamental para trabalhar junto aos municípios a gestão desses recursos. “O trabalho com os gestores da educação do Maranhão é fundamental para zerar esse saldo e utilizar esses valores disponíveis”, afirmou.

Na pauta da reunião estava, ainda, a parceria do FNDE com os governos locais para a publicação de um material sobre a gestão estratégica e financeira para a educação nos estados brasileiros. Na obra, que será impressa pela Casa da Moeda do Brasil, cada estado discorrerá sobre sua percepção da gestão financeira. A publicação do exemplar está prevista para o segundo semestre deste ano.

O secretário Felipe Camarão destacou a importância do alinhamento de todas as esferas de governo no que se refere às propostas para a educação. “É uma medida inédita no Brasil falar sobre vários aspectos da gestão educacional começando pela gestão estratégica e financeira, um tema muito pouco estudado no Brasil. Há muitos recursos parados em todo território nacional e debater com profundidade, de maneira científica e acadêmica, é inédito. Nós vamos contribuir com esse estudo falando do caso aqui do Maranhão”, destacou Camarão.

Discussões sobre o Novo Fundeb

Na reunião, Decotelli também falou sobre o Núcleo de Métodos Quantitativos do FNDE, coordenado pelo cientista em Business Inteligence, Dr. André Monat, chefe de gabinete da autarquia. Em parceria com o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e a Escola Nacional de Ciências Estatísticas (ENCE), Monat está coordenando os simuladores de algoritmos acadêmicos de ciências exatas mais adequados à realidade de contrastes entre os Entes da Federação Brasileira, com o objetivo de construir as melhores soluções para o novo Fundeb.

De acordo com o presidente, na discussão sobre o Novo Fundeb os estados também estão sendo ouvidos e todas as propostas estão sendo analisadas.

“O FNDE, ao dialogar, quer aprender, quer fazer autocrítica, quer orientar e quer disponibilizar os meios tecnológicos e os meios da qualificação do capital humano, do excelente capital humano do FNDE, para que a educação brasileira tenha a condição de cumprir com o seu compromisso constitucional de dotar cada brasileiro de um meio para se tornar mais útil para a sociedade e útil para si próprio na construção de um Brasil desenvolvido e de melhor qualidade”, concluiu o presidente.

seduc Maranhãomaranhão

Fim do conteúdo da página