Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2009

Ferreira Gullar fala no estande do FNDE

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Sexta, 18 Setembro 2009 00:00

ASCOM-FNDE (Rio de Janeiro) - A figura doce e de aspecto frágil de Ferreira Gullar contrasta com uma inquietação reservada aos grandes poetas. Ele compareceu no final da tarde desta sexta-feira, 18, no estande do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para uma conversa com professores e admiradores.

“Nasci numa casa onde não havia livros”, revelou Gullar, que descobriu sua vocação para escrever ainda na escola, quando recebeu muitos elogios da professora por uma redação feita na sala de aula. “Só não tirei dez porque havia erros de português”, brincou. Obstinado, encontrou uma solução inusitada para superar o problema: ler apenas livros de gramática por dois anos seguidos.

O autor de Poema sujo, obra-prima criada no exílio durante a ditadura militar brasileira, recebeu também a visita do ator Paulo José, que divulgou a palestra de Gullar realizada no início da noite de hoje no Café Literário, outro espaço da Bienal.

O poeta declamou trechos de alguns poemas, para emoção dos presentes, como a professora Ionara Silva de Oliveira. Primeira a chegar no Espaço de Leitura do FNDE, ela afirmou, com convicção: “Sempre vou atrás do Ferreira Gullar. Ouço o máximo possível do que ele tem a falar”.

Ferreira Gullar e Paulo José no estande do FNDE
Ferreira Gullar e Paulo José no estande do FNDE

Ferreira Gullar no estande do FNDE
Ferreira Gullar no estande do FNDE

Assessoria de Comunicação Social

Fim do conteúdo da página