Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2007

Escola Aberta atende 1,5 milhão de pessoas por mês

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Quinta, 31 Maio 2007 00:00

ASCOM-FNDE (Brasília) – O programa Escola Aberta funciona em 1.924 escolas públicas e está presente em mais de 100 municípios das cinco regiões do país, oferecendo atividades de aprendizado e lazer nos fins de semana. Mensalmente, mais de 1,5 milhão de pessoas, entre estudantes e familiares, são atendidas pelo programa.

Este ano, os estados do Acre, Amapá, Mato Grosso, Santa Catarina e São Paulo aderiram ao programa, que passará a funcionar em todas as unidades da Federação. Lançado em 15 de outubro de 2004, o Escola Aberta tem a parceria dos ministérios da Educação, Trabalho, Cultura e Esportes, além do apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e do Fórum das Estatais.

A coordenação do Escola Aberta, vinculado à Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad/MEC), realiza encontro nacional, em Brasília, com cerca de 80 coordenadores municipais e estaduais e representantes de instituições que participam do Fórum das Estatais. Na tarde desta quarta-feira, 30, os coordenadores participaram de palestra sobre inclusão social, proferida pela professora Fátima Lucena, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Ela apresentou dados sobre desigualdade social no Brasil e no mundo e convidou os participantes para uma reflexão sobre os conceitos de inclusão, exclusão e cidadania, a partir da realidade que cada um conhece.

"Precisamos disso aqui para despertar essas questões. Ao nos alertar para o uso indevido dos conceitos, a professora nos faz refletir criticamente sobre a realidade e o nosso trabalho", avalia Eliana Pinheiro, coordenadora do programa, na Eletronorte.

Para Ana Lúcia Sanches, de Diadema (SP), é muito importante que a comunidade se envolva com a educação e tenha compromisso com a escola. "Para além do letramento, a educação popular precisa dar conta das relações de respeito e de valorização das localidades empobrecidas." Em Diadema, o programa Escola Aberta será ampliado para dez novas escolas municipais. Já no Distrito Federal, onde havia dez escolas funcionando nos finais de semana, o Escola Aberta foi ampliado para mais 30 escolas.


Maria Pereira Filha

Fim do conteúdo da página