Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
FNDE

FNDE é finalista no concurso Boas Práticas da CGU

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Terça, 25 Outubro 2016 09:42
FNDE é finalista no concurso Boas Práticas da CGU

Software que fiscaliza faturas do Fies concorre ao prêmio de melhor iniciativa na categoria Fortalecimento dos Controles Internos

Mais uma vez, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fnde) está entre os finalistas do Concurso de Boas Práticas, da Controladoria Geral da União (CGU). Nesta quarta edição do prêmio, a autarquia concorre na categoria Fortalecimento dos Controles Internos, apresentando o software de código aberto Fiscaliza Fatura – FisFa, que aperfeiçoou a fiscalização de faturas dos agentes financeiros do Fundo de Financiamento Estudantil – Fies.

Com a utilização do FisFa, o processo de fiscalização das faturas dos agentes financeiros do FIES foi otimizado, tanto em agilidade quanto no controle das informações dos contratados e do próprio Sistema Informatizado do FIES - SisFIES, o que atende a diretrizes dos órgãos de controle.

De acordo com técnicos da Diretoria de Gestão Financeira do FNDE, desde o início de sua utilização, em setembro de 2015, o software possibilitou a economia de mais de R$ 65 milhões ao FNDE, uma vez que houve redução na quantidade de erros e divergências encontrados nas faturas dos bancos.

O 4º Concurso de Boas Práticas da CGU tem cinco etapas e divide os inscritos em cinco categorias: fortalecimento dos controles internos administrativos; aprimoramento das auditorias internas; promoção da transparência ativa e/ou passiva; aprimoramento das atividades de ouvidoria; e aprimoramento das apurações disciplinares e de responsabilização de entes privados.

Apenas três práticas de cada grupo foram selecionadas para a fase final e agora passarão pela etapa de visita in loco, na qual a comissão técnica da CGU irá avaliar e escolher as vencedoras de cada categoria. As iniciativas serão avaliadas segundo critérios previamente estabelecidos, como criatividade e inovação, custo-benefício, impactos da iniciativa/contribuição para a efetividade, simplicidade e replicabilidade.

O resultado será divulgado em 1º de dezembro, no site da CGU, e os vencedores receberão placa e certificado durante solenidade de premiação prevista para ser realizada em Brasília, no dia 9 de dezembro, quando é celebrado o Dia Internacional Contra a Corrupção.

Este poderá ser o quinto prêmio que o FNDE receberá dentre as quatro edições do concurso. Isso porque, em 2014, foram premiadas duas ações: a metodologia de execução do Proinfância e o Plano de ações Articuladas (PAR), ambas na categoria Fortalecimento dos Controles Internos Administrativos. Em 2015, as atividades de monitoramento de obras da educação básica deram à autarquia o 1º lugar na categoria Aprimoramento dos Controles Internos. E na primeira edição, em 2013, o Sistema de Gerenciamento de Adesão a Registro de Preços (Sigarp) recebeu o prêmio de 1º lugar, também na categoria Aprimoramento dos Controles Internos.

Fim do conteúdo da página