Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
PAR

Governo federal vai investir R$ 383 milhões para conclusão de obras na educação

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Segunda, 07 Novembro 2016 09:22
Governo federal vai investir R$ 383 milhões para conclusão de obras na educação

Serão retomadas 445 unidades de educação infantil e 170 quadras esportivas escolares

Anunciada nesta segunda-feira, dia 7, pelo presidente da República, Michel Temer,a retomada de obras paralisadas abrange 615 edificações, que contam com recursos federais, na área de educação. Em todo o país são 445 creches e pré-escolas e 170 quadras esportivas escolares que estavam com obras paradas no fim de junho deste ano por diversos motivos. Para a conclusão dessas obras, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) prevê repasses de R$ 383,6 milhões até 2018.

A iniciativa insere-se no contexto da agenda de melhoria da qualidade do gasto público e responsabilidade fiscal, ao propor medidas que permitam a retomada de obras públicas que trazem benefícios a população. Os governos locais, responsáveis por essas construções, têm até 30 de junho de 2017 para colocarem as obras em andamento. Aquelas que apresentavam mais de 50% de execução financeira, em 30 de junho último, devem ficar prontas até 30 de junho de 2018. Para as outras obras, com execução financeira menor que 50%, o prazo para conclusão vai até 30 de dezembro de 2018.

“A retomada dessas obras é uma decisão muito acertada do presidente Michel Temer pois, quando estiverem prontas, essas creches e pré-escolas vão beneficiar milhares de crianças em todo o Brasil. Sem falar nas quadras esportivas, que melhoram a qualidade de vida dos nossos estudantes, com mais esporte e lazer”, afirma o presidente do FNDE, Gastão Vieira.

Investimento – Na tarde desta segunda-feira, o presidente Michel Temer anunciou que o governo federal vai repassar mais de R$ 2 bilhões a estados e municípios, até 2018, para a conclusão de 1.600 obras paralisadas. Além do investimento em unidades de educação infantil e quadras escolares, há recursos para as áreas de saúde, transportes e saneamento, entre outras.

Fim do conteúdo da página