Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página

Resolução/CD/FNDE nº 6, de 10 de fevereiro de 2011

Estabelece orientações e diretrizes para a produção de materiais pedagógicos subsidiários a implementação do Programa de Acompanhamento e Monitoramento do Acesso e Permanência na Escola das Pessoas com Deficiência, beneficiárias do Benefício da Prestação Continuada – BPC na Escola.

FUNDAMENTAÇÃO LEGAL
Constituição Federal de 1988 – artigos 1º, 3º 5º, 205 e 227;
Lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998;
Decreto nº 6.214, de 26 de setembro de 2007;
Decreto nº 6.170, de 25 de julho de 2007;
Portaria Interministerial nº 127, de 30 de maio de 2008;
Decreto nº 6.571, de 17 de setembro de 2008; e
Decreto nº 6.949, de 25 de agosto de 2009.

O PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO DO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO – FNDE, no uso de suas atribuições legais que lhe são conferidas pelo art. 14, Capítulo V, Seção IV do Anexo I do Decreto nº 6.319, de 20 de dezembro de 2007, e pelos arts. 3º, 5º e 6º do anexo da Resolução/CD/FNDE nº 31, de 30 de setembro de 2003, e

CONSIDERANDO a meta de inclusão plena, que assegura às pessoas com deficiência o acesso a um sistema educacional inclusivo, em todos os níveis, em igualdade de condições com as demais pessoas, na sua comunidade;

CONSIDERANDO a necessidade de disponibilizar informações às pessoas com deficiência, as famílias, aos gestores e educadores sobre os serviços e recursos de acessibilidade que promovem as condições de participação das pessoas com deficiência nas escolas comuns de ensino regular;

CONSIDERANDO a necessidade de disseminar referenciais pedagógicos, políticos e legais que orientam para a organização e oferta do atendimento educacional especializado às pessoas com deficiência;

CONSIDERANDO a necessidade de identificação e eliminação de barreiras que impedem o acesso e a permanência na escola das pessoas com deficiência integrantes do Benefício de Prestação Continuada – BPC.

RESOLVE “AD REFERENDUM”:

Art. 1º Autorizar o desenvolvimento do projeto Educação Comunitária: BPC na Escola, no âmbito do Programa BPC na Escola, visando subsidiar gestores, educadores e a comunidade escolar na implementação de ações e promoção de condições para a garantia do acesso e da permanência na escola dos alunos com deficiência, de 0 a 18 anos, beneficiários do BPC.

Parágrafo 1º Autorizar a assistência financeira para o desenvolvimento do projeto pela instituição Sorri Brasil, contemplando o planejamento, a elaboração, a reprodução e a distribuição de 10 mil exemplares do material educacional, contemplando cartilha para as famílias, cartilha para os municípios e vídeo, a ser encaminhado às secretarias de educação, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios que aderiram ao Programa BPC na Escola

Parágrafo 2º – Todo o material a ser distribuído no âmbito do projeto deverá ser produzido em formato impresso e digital acessível no padrão Mecdaisy.

Art. 2º A título de contrapartida financeira, no caso de celebração de convênio, a entidade proponente participará com um valor mínimo a partir de 1% (um por cento) do valor total do projeto.

Art. 3º A Secretaria de Educação Especial/SEESP é a responsável pelo acompanhamento técnico-pedagógico da execução do projeto.

Parágrafo Único - O MEC/SEESP se reserva o direito de divulgar o projeto, conforme os objetivos do Programa BPC na Escola, mantidos os créditos do(s) autor(es).

Art. 4º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

FERNANDO HADDAD

Itens relacionados (por marcador)

Fim do conteúdo da página