Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
FNDE 50 anos

FNDE lança Café do Conhecimento

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Sexta, 23 Novembro 2018 17:29
FNDE lança Café do Conhecimento

Ação fez parte das comemorações dos 50 anos da Autarquia e aconteceu em Brasília, durante a Conferência Nacional de Educação

Como parte das ações que comemoram os 50 anos da autarquia, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) lançou o Café no Conhecimento nesta quinta-feira, 22, durante a Conferência Nacional de Educação (CONAE) que acontece no Centro de Convenções Ulisses Guimarães e reúne gestores de todas as regiões do Brasil. O projeto faz parte do Innovation Management Professional (IMP), que compõe a visão do ciclo de planejamento estratégico 2018-2022 do FNDE, e tem a intenção de proporcionar um ambiente para o compartilhamento de ideias e soluções inovadoras, para os mais diversos desafios da Educação. 

Segundo a Assessora de Comunicação do FNDE, Poliana Oliveira, a proposta é permitir nesse espaço um diálogo informal, com abertura para todos. “O Café do Conhecimento é um lugar para oxigenar as ideias, um lugar para dar opinião sem medo de errar. O gestor, o professor, o aluno, os pais, e qualquer outro cidadão que queira trazer propostas para melhorar a educação, será muito bem-vindo aqui! Nesse ambiente não tem quem sabe mais ou quem sabe menos, aqui temos percepções diferentes, de diversos pontos de vista".

O coordenador do projeto, Bruno Carneiro, explicou como funciona a dinâmica das conversas. “A orientação principal para as pessoas que chegam ao Café do Conhecimento é que elas se posicionem para dialogar. Nosso objetivo é ter um diálogo franco e aberto, para que a pessoa se sinta incluída e que tenha novas conexões", afirmou o coordenador, explicando que as mesas são dispostas de maneira a permitir que haja constante rodízio de pessoas na troca de ideias e soluções. “Temos uma metodologia de rotação nas mesas, para que ninguém se feche em grupos, para que se tenha o máximo de perspectivas possíveis".

Para a primeira edição do Café do Conhecimento, além de gestores educacionais, foram convidados músicos, artistas gráficos e outros profissionais da área cultural, para garantir ao espaço um caráter ao qual ele se propõe: de integração, de quebra de paradigmas e construção de questionamentos e soluções de uma maneira que engaje os participantes.

Fim do conteúdo da página