Imprimir esta página
FNDE

Vídeo que circula nas redes sociais cuja legenda diz que o MEC quer que os alunos voltem às aulas em plena pandemia é falso

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Sábado, 28 Março 2020 11:03
Vídeo que circula nas redes sociais cuja legenda diz que o MEC quer que os alunos voltem às aulas em plena pandemia é falso

O vídeo que tem circulado nas redes sociais cuja legenda diz que o Ministério da Educação (MEC) quer que os alunos voltem às aulas em plena pandemia é falso. Quem editou e divulgou o vídeo utilizou uma informação descontextualizada e, principalmente, de um período em que não enfrentávamos o que estamos enfrentando hoje, a suspensão de aulas na maioria das escolas públicas do país. A preocupação do MEC e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) sempre foi a de criar condições para que as escolas possam fazer a aquisição de produtos necessários à higienização adequada da comunidade e do ambiente escolar. É disso que trata o vídeo original.

É importante destacar que o MEC e o FNDE discutem, em conjunto com entidades representativas dos estados e municípios, alternativas para a distribuição aos estudantes dos alimentos que estão em estoque em função da suspensão das aulas.

A intenção de quem está por trás dessa deturpação da mensagem no vídeo foi a de, no mínimo, desinformar a população, forjando uma construção falsa das ações do ministério. A atitude é preocupante em um momento em que estamos enfrentando uma crise de saúde pública e as equipes do MEC e FNDE vêm buscando soluções para minimizar os danos da pandemia do Coronavírus, por meio das políticas públicas de educação, como a Alimentação Escolar e os repasses financeiros do FNDE para os governos locais e as escolas. Contamos com a colaboração dos diversos setores da sociedade que estão ao lado das políticas públicas, para atravessarmos da melhor forma esse período crítico para os nossos estudantes, garantindo especialmente as parcerias necessárias para que eles não fiquem sem as ações que são deles por direito.