Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
PNLD Literário

Novas obras literárias podem ser escolhidas por escolas públicas de todo o Brasil

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Sexta, 11 Setembro 2020 13:27
Novas obras literárias podem ser escolhidas por escolas públicas de todo o Brasil

Guia do PNLD Literário está disponível no portal do FNDE

Professores, diretores e coordenadores pedagógicos das redes públicas de ensino já podem conferir as obras literárias disponíveis para escolha no âmbito do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD). O Guia do PNLD Literário 2020, que contém um resumo dos livros aprovados para alunos dos anos finais do ensino fundamental, foi publicado nesta sexta-feira, dia 11, no portal do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A escolha das obras deve ser feita entre 16 e 25 de setembro no sistema PDDE Interativo/Simec.

As unidades de ensino devem selecionar dois livros por estudante dos anos finais do ensino fundamental (6° ao 9° ano), além de acervos para reforçar as bibliotecas escolares com obras para a mesma etapa de ensino. A quantidade de acervos que cada escola terá direito será definida automaticamente pelo sistema de escolha, de acordo com o número de estudantes de cada unidade.

“São 14 tipos de acervos disponíveis para a categoria 1, que engloba os alunos do 6° e 7° ano do ensino fundamental, e outros 14 para a categoria 2: 8° e 9° ano. Cada um desses acervos tem entre 23 e 25 obras de gêneros literários diversos, como romances, biografias, contos, crônicas, clássicos, entre outros”, comenta o diretor de Ações Educacionais do FNDE, Garigham Amarante.

Caso a escola ainda não tenha acesso ao sistema PDDE Interativo/Simec, deve entrar em contato com a respectiva Secretaria de Educação e solicitar liberação. O acesso ao sistema é feito com o CPF do diretor de cada unidade de ensino e uso de senha pessoal.

O FNDE orienta ainda sobre a importância de a escolha ser feita a partir de uma reflexão coletiva. “Professores e gestores escolares devem fazer reuniões, mesmo que virtuais, para que sejam escolhidos os livros de literatura mais adequados à realidade de cada escola”, explica a coordenadora-geral dos Programas do Livro, Nádja Cézar.

Fim do conteúdo da página