Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
Escola aberta

Voluntários participam do Escola Aberta

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Terça, 18 Janeiro 2005 01:00

ASCOM-FNDE (Brasília) – O trabalho de cerca de 80 voluntários está contribuindo para o bom resultado do programa Escola Aberta no município de Vila Velha (ES). São profissionais das mais diversas áreas, que se candidataram para ministrar oficinas de tapeçaria, panificação, cabeleireiro, capoeira, violão e flauta, entre outras. "Além disso, a prefeitura ofereceu, como contrapartida, professores de educação física e instrutores de informática", diz a coordenadora do programa em Vila Velha, Andréa Toniato.

As oficinas acontecem nos fins de semana, quando as escolas abrem as portas à comunidade. Em Vila Velha, cada escola está oferecendo de 12 a 15 oficinas, com duas horas de aulas, aos sábados e domingos. "O tempo de duração de cada oficina depende do professor ou instrutor, mas, em média, é de três meses, com turmas de até 20 alunos", afirma Andréa. Funcionando no município desde 6 de novembro do ano passado, o programa está implantado em sete escolas da rede municipal e já beneficiou em torno de 8.000 pessoas.

Avaliação – Por enquanto, o programa está funcionando como piloto em 154 escolas das regiões metropolitanas de Vitória (ES), Recife e Olinda (PE) e Belo Horizonte (MG). Em abril, haverá uma primeira avaliação das atividades desenvolvidas nesses locais, para o projeto ser aperfeiçoado e, a partir daí, estendido a outros sete estados. "A meta é beneficiar, em 2005, mil escolas em dez estados", afirma o coordenador interino do programa pelo FNDE/MEC, Ronaldo Farias. O orçamento do programa para os 40 meses previstos de funcionamento é de R$ 95,4 milhões.

O Escola Aberta é desenvolvido em parceria pelos ministérios da Educação, do Trabalho e Emprego, do Esporte e da Cultura e a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação a Ciência e a Cultura). Tem por objetivo promover a melhoria da qualidade da educação e ampliar as oportunidades de acesso a atividades educativas, culturais, esportivas, de lazer e de geração de renda por meio da abertura de escolas públicas de 5ª a 8ª séries e de ensino médio nos sábados e domingos. As atividades estão à disposição de toda a comunidade e visam à melhoria do relacionamento entre professores, alunos e familiares, de maneira a reduzir os índices de violência entre os jovens, sobretudo aqueles em situação de vulnerabilidade social.


Repórter: Beth Almeida

Fim do conteúdo da página