Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2010

Primeira lancha escola brasileira será entregue em Belém

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Sexta, 05 Março 2010 14:15

ASCOM-FNDE (Brasília) – Na próxima segunda-feira, dia 8, às 15h, na Base Naval de Val-de-Cães, em Belém (PA), a Marinha do Brasil entrega ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) as duas primeiras “lanchas escola” desenvolvidas especialmente para o programa Caminho da Escola, que tem como objetivo renovar a frota de veículos escolares do país, garantir mais conforto e segurança aos estudantes e contribuir para o acesso e a permanência na escola dos alunos de educação básica das redes públicas que moram na zona rural.

No total, a Marinha vai construir 600 lanchas para o transporte dos estudantes das áreas ribeirinhas, usando a infraestrutura das bases navais de Belém, Natal e Salvador. Em 2010, 180 embarcações devem ser distribuídas para municípios da região.

As lanchas escola estão sendo produzidas pela Marinha especificamente para o transporte dos estudantes. Assim, levou-se em consideração a idade e as necessidades desse público durante o trajeto casa-escola-casa. Construídas em alumínio naval, com 7,30m de comprimento, as lanchas escola incluem itens de segurança, como coletes salva-vidas, extintor de incêndio, sirene, luzes de navegação, rádio comunicador e defensas. Podem transportar até 20 alunos, incluído um lugar para portador de necessidades especiais.

Pesquisa – As lanchas escolas serão entregues antecipadamente ao FNDE para que tenha início a primeira pesquisa nacional sobre transporte escolar aquaviário. Promovido pelo Fundo e desenvolvido pela Universidade de Brasília, o levantamento vai apontar a realidade vivida pelos estudantes das cidades ribeirinhas da Amazônia na hora de ir para a escola. Também vai identificar as rotas fluviais utilizadas na região, o número de alunos transportados em embarcações, as condições técnicas desses barcos, o tempo gasto e a expectativa de pais e alunos, autoridades municipais e comunidades ribeirinhas.

Durante três meses, os pesquisadores do Ceftru da UnB percorrerão cinco mil quilômetros pelos rios Guamá, Tapajós, Amazonas e Solimões, entre Belém (PA) e Tefé (AM), analisando pelo menos 65 rotas percorridas por alunos que moram em áreas ribeirinhas para chegar às salas de aula.

A cerimônia de entrega das lanchas contará com a presença do presidente do FNDE, Daniel Balaban, do comandante do 4º Distrito Naval, vice-almirante Rodrigo Otávio Fernandes de Hônkis, do diretor de engenharia naval da Marinha, contra-almirante Francisco Roberto Portella Deiana, e do diretor de Administração e Tecnologia do FNDE, José Carlos Freitas.

aluna em sala de aula

Assessoria de Comunicação do FNDE

Fim do conteúdo da página