Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2010

Fabricantes de cadernos fazem sugestões ao FNDE

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Quinta, 25 Março 2010 17:45

ASCOM-FNDE (Brasília) – Aumentar a gramatura da capa dos cadernos escolares de 200 folhas, para dar maior durabilidade ao material. Usar espiral em aço galvanizado e revestido em náilon, em vez de espiral de plástico, que é mais frágil. Retirar do edital o caderno de 48 folhas sem pauta, por sua produção ser antieconômica para os fabricantes de cadernos. Essas foram algumas das sugestões feitas na tarde de hoje, 25, pelos participantes da audiência pública realizada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para discutir o edital de pregão eletrônico de registro de preços para eventual compra de cadernos escolares por estados e municípios. Outras recomendações serão enviadas ao FNDE até a próxima terça-feira pela Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa), para aprimorar o edital, que deve ser publicado até o fim de abril.

Durante a audiência, os industriais manifestaram sua preocupação em ter de entregar o material para estados e municípios no período de setembro a janeiro, quando já operam com capacidade máxima. Segundo o diretor de Administração e Tecnologia do FNDE, José Carlos Freitas, esse assunto será analisado do ponto de vista técnico e legal para buscar uma solução.

A audiência de hoje, em São Paulo, serviu para que os técnicos da autarquia obtivessem um panorama mais amplo do setor produtivo e debatessem com a sociedade e os fabricantes as melhores especificações para os cadernos.

aluna em sala de aula

Assessoria de Comunicação Social

Fim do conteúdo da página