Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2012

Bienal do Livro de São Paulo tem público recorde no último fim de semana

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Segunda, 20 Agosto 2012 14:07

Os corredores lotados nos últimos dias da Bienal do Livro de São Paulo não deixaram dúvidas sobre o crescente interesse da população pela leitura. O saldo total de visitantes em 11 dias de evento foi de 750 mil. Só no último sábado, 18, foram 123 mil pessoas, público recorde na história desta bienal.

A programação cultural com escritores, ilustradores e contadores de histórias no estande do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por sua vez, atingiu sua capacidade máxima, com cerca de 2 mil participantes nas 40 atrações.

“Esse espaço parece um oásis no meio de toda essa confusão lá fora”, disse o escritor Tino Freitas no sábado, referindo-se ao auditório climatizado de 50 lugares da autarquia. Integrante do projeto Roedores de livros – que ajuda a despertar em crianças do entorno de Brasília o prazer pela leitura –, ele foi convidado para partilhar alguns contos populares ao som de seu violão e também falar um pouco sobre sua obra Controle remoto, selecionada pelo Programa Nacional Biblioteca da Escola, do FNDE, e eleita como um dos 30 melhores livros infantis do ano pela revista Crescer em 2010.

Oficina - Papel pardo, papelão, acetato e muitas massinhas coloridas foi o material que as crianças tiveram à disposição na oficina Ilustrando com massinha, de Luna Vicente. Antes de os visitantes colocarem, literalmente, a mão na massa, ela explicou técnicas de modelagem e como fariam um quadro com suas próprias criações. “Hoje, vocês serão os ilustradores”, desafiou Luna. “Pensem em um personagem de que vocês gostem muito e retratem uma situação da história”, orientou.

Ao final, o resultado surpreendeu os pais da pequena Juliana, de 2 anos, e de Luciano, de 4 anos. “Não imaginei que os trabalhos ficariam tão bonitos”, disse Maria Aparecida Couto, a mãe.

estante do FNDE em uma Bienal do Livro em São paulo 

Fim do conteúdo da página