Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2008

Monitoramento do livro didático chega a São Paulo

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Terça, 27 Mai 2008 00:00

ASCOM-FNDE(Brasília) - O monitoramento dos programas do livro, feito por técnicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) em São Paulo, começou nesta segunda, 26, na Secretaria de Educação do Estado (Seduc-SP). O evento faz parte de um calendário anual para levar ao país informações sobre a escolha, conservação, devolução e remanejamento do livro didático.

Localizada na Praça da República, no centro da capital paulistana, a sede da secretaria funciona na antiga Casa Caetano de Campos, tradicional colégio erguido em 1911. Uma curiosidade é que os blocos do edifício, vistos de cima, formam a letra "E", de educação. "Toda essa simbologia representa a 'casa da educação', o que se reflete em nosso trabalho de disseminação do conhecimento no estado", afirma a coordenadora do livro didático da Seduc-SP, Aidê Magalhães Benfatti.

Na agenda do primeiro dia de monitoramento, constaram audiências com o titular da Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas da Seduc, José Carlos Neves Lopes, e com a secretária executiva da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-SP), Vera Batschauer. Em pauta, o estreitamento das relações entre as entidades promotoras dos programas do livro e a adoção de estratégias conjuntas de divulgação das ações empreendidas.

Diante da proximidade do início de escolha das obras do Programa Nacional do Livro Didático para o Ensino Médio (PNLEM 2009), de 9 a 22 de junho, o coordenador de estudos e normas pedagógicas pediu atenção para a nova proposta curricular firmada com os professores de São Paulo. "É preciso que, no momento da escolha, os docentes comparem as resenhas dos livros disponíveis com o currículo definido pela secretaria", alerta Lopes. Sobre o assunto, foram sugeridas a publicação de um comunicado no site da Seduc-SP (www.educacao.sp.gov.br) e a abordagem do tema na palestra de hoje, dia 27 (ver programação).

Importante parceira da Seduc no estado, a Undime-SP atua por meio de 47 regionais que atingem 645 municípios paulistas. "Somos todos professores e suprapartidários. O que importa é a educação de qualidade", diz Vera, diretora de escola por dez anos. Ela colocou a entidade ao dispor do FNDE e da Seduc-SP para ser um veículo mais próximo aos municípios. "Nem todas as cidades, por terem poucos alunos, possuem uma secretaria municipal de educação. Nesses casos, quem responde são os dirigentes, que ligam para a Undime quando têm dúvidas sobre qualquer programa educacional".

Terminado o monitoramento em São Paulo, ele será feito na Bahia, de 3 a 6 de junho. No segundo semestre, a ação estará voltada para o controle da qualidade do material didático produzido pelas editoras contratadas. "O papel dos nossos técnicos, nesse caso, é acompanhar a produção dos livros e assegurar as especificações técnicas definidas no edital", explica a coordenadora geral dos programas do livro do FNDE, Sonia Schwartz.


Veja a programação:

Data

Horário

Atividades

26/5/2008

14h às 17h30

Reuniões com autoridades na secretaria e stadual de e ducação e na União Nacional dos Dirigentes Municipais em Educação (Undime/SP)

27/5/2008

7h30 às 11h30

Orientação técnica com responsáveis pelos programas de livros das 91 DEs do estado e das 13 DREs da s ecretaria m unicipal de e ducação de SP: programas do livro e Siscort, a ser realizada pelo FNDE - dois participantes de cada DE estadual e municipal, num total de 215 técnicos

13h30 às 17h30

Capacitação no Siscort, com um responsável pela operacionalização do sistema de cada Diretoria de Ensino

28/5/2008

7h30 às 12h

Reuniões na Semed

14h às 17h30

Visita a duas escolas municipais

29/5/2008

7h30 às 16h

Visita a quatro escolas estaduais

 

Leandro Ferraz

 

 

Fim do conteúdo da página