Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
Programas do livro

Estande na Bienal do Livro do Rio apresenta ações do MEC para qualidade na educação

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Quinta, 13 Setembro 2007 00:00

ASCOM-FNDE (Rio de Janeiro) – O Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) é o tema do estande do Ministério da Educação e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) na 13ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro. Na abertura da bienal, nesta quinta-feira, 13, no Riocentro, o presidente do FNDE, Daniel Balaban, afirmou ser essa uma importante oportunidade de apresentar aos alunos, professores e diretores das escolas as ações do governo federal para garantir uma educação de qualidade. A expectativa é que 600 mil pessoas visitem a feira, que conta com 950 expositores e 326 autores convidados para 133 sessões literárias.

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, disse que a leitura deve ser incentivada continuamente. O presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), ministro Marcos Vilaça, reforçou a importância de democratizar o acesso da população aos livros, revelando que a ABL vai abrir bibliotecas públicas no metrô e nos pontos de ônibus da capital do estado ainda neste ano.

Centenas de livros didáticos e paradidáticos estão disponíveis para consulta pública no estande do MEC/FNDE na bienal. Em 2007, o FNDE adquiriu 128,4 milhões de livros didáticos, em produção, para uso das escolas públicas de ensino fundamental e médio em 2008. Já o Programa Nacional de Biblioteca da Escola (PNBE) prevê a distribuição de 20,3 milhões de exemplares paradidáticos para educação infantil, séries iniciais do ensino fundamental e ensino médio.

Durante os 11 dias da feira, no Espaço da Leitura MEC/FNDE — número 259, no Pavilhão Azul — será oferecida ao público uma extensa programação. Nesta sexta, 14: das 10h30 às 11h30 — Contação de Histórias — Se meu livro falasse , com o autor José Mauro Brant; das 13h às 14h — Encontro de Leitura: viagens na linguagem, com Adriana Falcão; das 15h às 16h — Histórias de Assombração bem Brasileiras, com Joel Rufino dos Santos; e encerrando o dia, das 17h às 18h — Oficina de ilustração, com Alexandre Guedes.

Serviço — 13ª Bienal do Rio de Janeiro: de 13 a 23 de setembro, das 10 às 22h, no Riocentro (Av. Salvador Allende, 6.555, Barra da Tijuca). Informações sobre o evento e a programação paralela na página eletrônica da bienal.


Hellen Falone

Fim do conteúdo da página