Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página

Prefeitos baianos tiram dúvidas sobre creches no Escritório FNDE

  • tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte
  • Seja o primeiro a comentar!
Prefeitos baianos tiram dúvidas sobre creches no Escritório FNDE

Durante os atendimentos do Escritório FNDE na Bahia, que teve início nesta quinta-feira, 21, em Salvador, o assunto mais demandado foi o de obras de creches. O presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Idilvan Alencar, ao lado do governador da Bahia, Rui Costa, participou da abertura do evento e saudou a iniciativa conjunta de União, estados e municípios reunirem esforços para dar andamento às construções.

“Temos a oportunidade de ajudar a concluir 264 creches em 152 municípios baianos. Nossa prioridade esse ano é apoiar os entes para que consigam finalizar suas obras”, disse Alencar. O presidente ainda destacou que a Bahia já está colocando em prática o conceito de sistema nacional de educação, a partir desse movimento em relação à educação infantil. “Estão tornando tangível o conceito de rede: governos federal, estadual e municipais juntos com o mesmo propósito”, enfatizou.

Para o governador Rui Costa, a demonstração pública de compromisso dos prefeitos baianos com a construção de creches mostra a preocupação de todos com a qualidade da educação no país, desde a primeira infância. “Os estímulos iniciais, chamados pelos especialistas de fase de desenvolvimento cognitivo da criança, são muito importantes e precisam ser conduzidos por pessoas capacitadas para isso. Investindo em creches estaremos formando uma nova geração de baianos, com uma capacidade criativa muito maior”, afirmou.

Escritório – A equipe técnica do FNDE fica na Bahia até esta sexta-feira, 22, com atendimento institucional individualizado aos gestores da educação e oficinas. Entre os assuntos tratados também estão a prestação de contas, o Plano de Ações Articuladas (PAR), o Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), o Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate) e as obras – escolas, creches, construção e cobertura de quadras poliesportivas.

Esta é a 35ª edição do Escritório FNDE. Desde o ano passado, já foram realizados mais de 6,1 mil atendimentos em 24 estados de todas as regiões brasileiras.

Fim do conteúdo da página