Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2007

Merenda escolar e Proformação chegam a São Tomé e Príncipe

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Quarta, 24 Janeiro 2007 01:00

ASCOM-FNDE (Brasília) – O sucesso de programas educacionais brasileiros, como a merenda escolar e a formação de professores, chega a países africanos, que estão adaptando as experiências. São Tomé e Príncipe, país formado por duas ilhas, na altura da linha do Equador, é uma das nações com quem o MEC desenvolve cooperação técnica. Entre 3 e 9 de fevereiro, técnicos do ministério estarão na capital  – que tem o nome do país, São Tomé e Príncipe – avaliando e discutindo a implementação destes programas na área da educação básica.

Serão avaliados os resultados do projeto-piloto do Programa de Formação de Professores em Exercício (Proformação), implementado em dois distritos (Caué e Cantagalo). O Proformação é um curso a distância, em nível médio, com habilitação para o magistério na modalidade normal, feito pelo MEC em parceria com estados e municípios. Destina-se aos professores que, sem formação específica, lecionam nas quatro séries iniciais, classes de alfabetização, ou educação de jovens e adultos (EJA), nas redes públicas de ensino.

No Brasil, o Proformação, iniciado em 1999, já formou 33.993 professores. Outros 2.400 terminam o curso de dois anos em julho. Em São Tomé e Príncipe, o programa começou em 2004 e terminou no ano passado, formando 77 professores. "Vamos avaliar o projeto-piloto e expandir o programa", explicou Suzi Mesquita Vargas, gerente de treinamento, suporte, monitoramento e avaliação da coordenação nacional do Proformação.

Além da assessoria técnica, o MEC doou 100 kits para São Tomé e Príncipe, cada um com 32 livros nas áreas de linguagens e códigos, vida e natureza, identidade, sociedade e cultura, matemática e lógica, fundamentos da educação e organização do trabalho pedagógico. Suzi Mesquita destaca que o Proformação – com material impresso – chega a lugares onde nenhuma outra tecnologia alcança. "É um programa de sucesso no Brasil e considerado pela Unesco como um dos quatro melhores dentro do Educação para Todos."

Em maio de 2006, no Seminário Internacional do Proformação, em Brasília, representantes de São Tomé e Príncipe, Timor Leste e Guiné-Bissau discutiram a implementação do programa. O Proformação é executado no Timor Leste, com apoio da Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC).

Merenda – Uma dirigente do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) vai discutir, em São Tomé e Príncipe, com representantes do governo a universalização da merenda escolar, a exemplo do que é feito no Brasil para alunos do ensino fundamental. Angola, Moçambique, Cabo Verde e Haiti desenvolvem projetos semelhantes ao Pnae, com parceria do MEC, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).


Súsan Faria

Fim do conteúdo da página