Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2006

Reunião discute aprimoramento do Siscort

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Quinta, 21 Setembro 2006 00:00

ASCOM-FNDE (Brasília) - Os técnicos de secretarias estaduais e municipais de Educação que venceram a primeira edição do Prêmio SIscort (Sistema de Controle de Remanejamento e Reserva Técnica) estão participando do trabalho de aperfeiçoamento do sistema, um dos responsáveis pelo sucesso dos programas do livro do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC). O primeiro passo foi dado na manhã de hoje, quando técnicos do FNDE estiveram reunidos com 12 representantes das secretarias estaduais e municipais dos estados de Tocantins, Rondônia e Ceará, na sede da autarquia, em Brasília.

Ao receber os técnicos estaduais e municipais para um café da manhã, o presidente do FNDE, Daniel Balaban, destacou a importância do trabalho que vem sendo executado e agradeceu o apoio no remanejamento de livros realizado no ano passado. "O trabalho de vocês é muito importante, para que todas as crianças brasileiras tenham os livros didáticos no início de cada ano letivo, principalmente em um país em que a mobilidade de pessoas é muito grande, o que acarreta mudanças de escola das crianças matriculadas nas redes públicas", disse Balaban, salientando ainda que o sucesso do programa depende da participação ativa das secretarias estaduais e municipais de educação. "Este não é um programa do FNDE, mas do Estado brasileiro, da população", disse.

Durante a reunião, foi feito um balanço do segundo ano de funcionamento do Siscort e apresentadas as possibilidades de melhorias. "Também colhemos algumas sugestões dos técnicos que estavam à frente do trabalho nos estados", explicou a coordenadora-geral dos programas do livro do FNDE, Renata Baars. Entre as sugestões apresentadas estão um ajuste no sistema no que diz respeito ao registro de escolas extintas ou paralisadas e também a divisão da próxima edição do concurso em categorias, já que as redes de ensino possuem realidades e características diferentes.

Zenaide Moreira Peixoto, coordenador do livro didático de Rondônia, estado que ficou em segundo lugar no ano passado, disse que o sucesso do remanejamento de livros entre as escolas a cada início de ano letivo depende diretamente do "comprometimento e do envolvimento" dos que são responsáveis pelo trabalho no estado e nos municípios. Ele destacou ainda a forte parceria firmada com os municípios do estado, por intermédio da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), e do apoio das escolas estaduais, todas informatizadas, nos municípios do interior.

Em Tocantins, estado que ficou em primeiro lugar no concurso, a Secretaria Estadual de Educação chegou a organizar uma teleconferência, transmitida para as 13 regionais de ensino, em que os técnicos tiraram dúvidas sobre o sistema. "E este ano vai ser melhor ainda", garantiu Sizineide de Martins Santos Guedes, coordenadora estadual do livro didático.

O Ceará, que participou do projeto piloto de implantação do Siscort, ficou em terceiro lugar, com participação ativa dos municípios de Fortaleza e Aracati. "Nossa principal dificuldade é porque 80% de nossas escolas são rurais", disse a secretária municipal de Educação de Aracati, Célia Maria Bernardo de Carvalho. Segundo ela, o trabalho no município envolveu o remanejamento de mais de 20 mil livros só entre as escolas localizadas em Aracati.

Siscort - O Siscort é um instrumento informatizado, por meio do qual as escolas públicas podem, entre outras funções, registrar e controlar a quantidade de livros disponíveis, solicitar exemplares de outras escolas, consultar a reserva técnica disponível no estado e até controlar a devolução dos livros por parte dos alunos, ao final de cada ano letivo. Como incentivo para a utilização da ferramenta, foi instituído em 2005 o Prêmio Siscort, cuja premiação aconteceu na abertura do 10º Encontro Técnico Nacional dos Programas do Livro, realizado entre os dias 20 e 23 de junho, na cidade goiana de Pirenópolis.

Assessoria de Comunicação Social do FNDE

Fim do conteúdo da página