Imprimir esta página
Livro didático

Presidente do FNDE participa da cerimônia de abertura da XVIII Bienal do Livro do Rio de Janeiro

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Quinta, 31 Agosto 2017 20:38
Presidente do FNDE participa da cerimônia de abertura da XVIII Bienal do Livro do Rio de Janeiro

Até o dia 10 de setembro mais de 700 mil pessoas devem passar pelo evento

O presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia ligada ao MEC, Silvio Pinheiro, participou da abertura da 18º edição da Bienal Internacional do Livro nesta quinta-feira, 31/8, no Riocentro/RJ. A solenidade foi marcada pelo discurso de resgate e importância da leitura, atrelando o tema aos 4 elementos: água, terra, fogo e ar e sugerindo como quinto elemento essencial, a leitura. Na oportunidade, também foi lançada a campanha "Leia, Seja" com autores e personalidades da literatura brasileira, na intenção de incentivar as novas gerações a consumir livros.

Para elucidar a importância da leitura, Pinheiro lembrou que o FNDE é um dos maiores incentivadores do país. "Nossos programas do Livro tem alcance em todas as cidades brasileiras e, por isso, é de suma importância que nós estejamos aqui na Bienal. Este ano com uma motivação ainda mais especial que é a comemoração dos 80 anos da política pública do livro didático, aqui na cidade do Rio de Janeiro, que é o retrato da vocação cultural e criativa do Brasil" concluiu.

O Diretor de Ações Educacionais do FNDE, José Fernando Uchoa, disse que os estudantes brasileiros serão peça principal nesta comemoração. "O Ministro Mendonça Filho estará no Rio de Janeiro nesta sexta-feira para lançar o Concurso Literário que reunirá os maiores talentos das escolas públicas do Brasil na arte de escrever. Nós acreditamos que se valorizarmos o papel de cada estudante, estamos garantido para o futuro uma geração de grandes escritores e autores."

Também presente ao evento, o secretário de Economia Criativa do Ministério da Cultura, Mansur Bassit, falou sobre a importância do acesso à cultura e do papel da bienal neste cenário. "A bienal é a festa do Livro e da leitura. Mas também é um encontro para todas as pessoas que acreditam na cultura e na leitura como ferramenta que forma melhores cidadãos".

Já o presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), Marcos da Veiga, anfitrião do evento, reforçou que na era digital é necessário o incentivo e o resgate do hábito de se ter um livro à mão. "É uma questão de resistência pelos livros. Eventos como a Bienal são fundamentais para reforçar o hábito da leitura".

Conheça o estande do FNDE

Com mais de 300 metros, o estande está localizado no pavilhão 4 e apresenta livros do Programa Nacional do Livro e Material Didático (PNLD), do Programa Nacional Biblioteca da Escola, do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa e muitas outras atrações. Os visitantes poderão conhecer até um ônibus do programa do Caminho da Escola.


Serviço:

18º Bienal Internacional do Livro Rio

Período: de 31 de agosto a 10 de setembro de 2017

Horários de funcionamento:

31 de agosto: 13h às 22h

7 de setembro (feriado): 10h às 22h

Durante a semana: 9h às 22h

Finais de semana: 10h às 22h

Local do evento:

Riocentro - Av. Salvador Allende, 6555 - Barra da Tijuca/Rio de Janeiro

Acesse aqui a programação do estande do FNDE.