Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2004

Guia do Livro Didático 2005 chega às escolas em março

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Quinta, 26 Fevereiro 2004 00:00

Assessoria de Comunicação do MEC (Brasília) - O Guia do Livro Didático 2005 já está na página eletrônica do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O documento, de cinco volumes - um para cada disciplina -, começa a chegar no final de março a 46.700 escolas públicas, onde trabalham 570 mil professores. Cada escola receberá entre três e dez exemplares do Guia, conforme o número de alunos. Já os professores terão prazo até maio para indicar os livros com os quais pretendem trabalhar no próximo ano. As indicações podem ser feitas no endereço eletrônico do FNDE (www.fnde.gov.br) ou por meio do formulário anexo ao Guia, que deve ser devolvido à Autarquia.

Com tiragem de 64 mil exemplares, o Guia traz resenhas de 368 livros - 28 de Português, 23 de Matemática, oito de Ciências, 22 de História e 11 de Geografia -, que somam 92 coleções. Desta vez, destina-se à escolha de livros para alunos de 5ª à 8ª série do ensino fundamental, com validade para três anos. O Guia do ano passado indicou os livros de 1ª à 4ª série. O processo de avaliação e aquisição de livros didáticos começa com antecedência para que as escolas e os alunos tenham os livros antes do início do ano letivo.

Com base nas escolhas dos professores, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) vai adquirir quase 125 milhões de livros didáticos e mais de 4 milhões de dicionários para serem utilizados em 2005. A compra é uma das ações do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), que tem a preocupação de adquirir obras didáticas de qualidade. Para isso, elas são rigorosamente avaliadas. É a avaliação que garante aos professores e alunos trabalhar conteúdos com segurança, sem a veiculação de informações preconceituosas e discriminatórias.

Até chegar às escolas, o Guia passa por um longo e detalhado processo de elaboração, desde a inscrição das obras até a avaliação propriamente dita - um trabalho que envolve técnicos do MEC, equipes da Secretaria de Educação Infantil e Fundamental (Seif), do FNDE e de Universidades.

O primeiro Guia do Livro Didático foi publicado em 1997. Desde então, a avaliação do livro didático sofreu muitos avanços, decorrentes da experiência acumulada nos processos anteriores e de uma análise criteriosa desses processos.

Novidades - Até o ano passado, os professores escolhiam as obras didáticas com base nas resenhas e nos conceitos "recomendada", "recomendada com ressalva" e "recomendada com distinção". O Guia de 2005 apresenta apenas as resenhas, não fazendo a distinção dos livros recomendados. "Mudamos a concepção gráfica e editorial do projeto para motivar o professor a consultá-lo", diz Lúcia Helena Lodi, chefe do Departamento de Políticas Educacionais da Seif. Ela destaca a diversidade étnica representada no Guia, que exibe, na capa, imagens de alunos negro, asiático, branco, índio e portador de deficiência física.

Repórter: Súsan Faria

Fim do conteúdo da página