Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
Fies

FNDE prorroga para 30 de junho os prazos para formalização das inscrições do Fies

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Segunda, 25 Mai 2020 11:53
FNDE prorroga para 30 de junho os prazos para formalização das inscrições do Fies

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, autarquia vinculada ao Ministério da Educação, prorrogou para 30 de junho os prazos para que estudantes validem as inscrições do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), vinculada à Instituição de Ensino, e contratem junto aos bancos. A medida é válida para as inscrições vencidas até a data de hoje, 25 de maio. A informação foi divulgada por meio da Portaria nº 323/2020.

Esses prazos já haviam sido prorrogados anteriormente por 60 dias, a contar da data de divulgação da pré-seleção dos candidatos no final de fevereiro. Agora, os selecionados terão até 30 de junho para finalizar o processo.

Entenda como funciona para as inscrições não vencidas

Antes das prorrogações dos prazos, os estudantes pré-selecionados no processo seletivo do Fies em 2020 precisavam comparecer à CPSA dentro de cinco dias para concluir a inscrição e, posteriormente, em até 10 dias ao agente financeiro para formalizar a contratação do financiamento. Para as inscrições ainda não vencidas, esses prazos foram estendidos por 30 dias. Os novos prazos garantem que os candidatos não sejam prejudicados por conta das medidas implementadas no país para combate à disseminação do coronavírus.

Aditamentos

O prazo para aditamentos dos contratos firmados até o segundo semestre de 2017 também vai até o dia 30 de junho. Caso o estudante não consiga comparecer ao banco dentro desse período, deve solicitar junto à CPSA de sua Instituição de Ensino a retomada do processo após o retorno das atividades bancárias. Os aditamentos dos financiamentos do Novo Fies, cujos contratos foram firmados a partir de 2018, têm prazos definidos pela Caixa Econômica Federal.

Fim do conteúdo da página