Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
CAPACITAÇÃO

Grupo de pesquisa do FNDE vai reforçar a produção científica na área educacional

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Sexta, 29 Mai 2020 18:59
Grupo de pesquisa do FNDE vai reforçar a produção científica na área educacional

Autarquia passou a integrar o Diretório de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) realizou na tarde desta quinta-feira, 28, a primeira reunião do grupo de pesquisa Gestão Pública e Políticas Educacionais. Integrado este mês ao Diretório de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o FNDE busca, com a formação do grupo, reforçar a produção científica na área educacional, além de disseminar esse conhecimento.

“Com essa inserção no CNPq, o FNDE deixa de se restringir a ser objeto de pesquisa e passa a ser sujeito ativo nelas, assumindo-se como instituição que reconhece, valoriza e promove conhecimento de caráter técnico e científico”, afirmou a presidente do FNDE, Karine Santos.

Na reunião do grupo, que contou com 30 participantes, entre servidores e colaboradores do FNDE, o assessor de Gestão Estratégica e Governança da autarquia, Valdoir Wathier, informou que esse primeiro momento é de mobilização interna, mas a proposta é estender para outras instituições. “O grupo não é voltado apenas para servidores do FNDE. É multi-institucional. A ideia é que participem servidores de outros órgãos, como o Inep e a Capes, além de universidades que queiram desenvolver trabalhos focados no FNDE ou que sejam relevantes para os programas da autarquia”, disse o assessor que também é um dos líderes do grupo de pesquisa.

Segundo Wathier, a formalização do grupo vem consolidar as diversas ações que o FNDE já fazia com relação à produção de conhecimento. “Assim, espera-se dar mais visibilidade a essas produções e integrá-las à realidade institucional, formando bases que possibilitem qualificar a gestão pública e as políticas educacionais frente aos seus múltiplos desafios”, completou.

Fim do conteúdo da página