Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
Programas do livro

Lendas indígenas encantam estudantes na Bienal

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Terça, 17 Agosto 2010 16:54
ASCOM-FNDE (São Paulo) – Como enquadrar em um livro toda a diversidade da cultura oral indígena? Para mostrar de que forma encarou esse desafio, o ilustrador Mauricio Negro esteve nesta terça-feira, 17, no estande do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) na Bienal do Livro de São Paulo, onde apresentou aos estudantes a obra Jóty, o tamanduá, escrita e ilustrada em parceria com a índia Vãngri, da tribo dos Kaingáng, nativa do sul e sudeste do país.

“Tudo entra na composição de suas lendas ancestrais, desde o cenário em que são narradas, até a música e mesmo simples gestos, como fumar um cachimbo, além do enredo em si, repleto de metáforas e simbolismos”, explicou Negro.

O livro aborda uma pergunta recorrente em várias culturas: para que serve a arte? Na história, ao ensinar os índios a fazer música, o tamanduá atribui-lhes um novo sentido de vida. “A verdade é que não precisamos de arte para viver, mas não conseguimos viver sem arte”, disse o ilustrador.

Caráter - Outra obra ilustrada por Mauricio Negro com a mesma temática, A palavra do grande chefe é uma adaptação de Daniel Mudurunku relativa ao célebre discurso do chefe Seattle na época das invasões das terras indígenas nos Estados Unidos. Em resposta a uma proposta de compra da região em que sua tribo habitava, o grande chefe constroi um emocionante relato sobre o respeito à natureza e ao firme caráter dos índios.

“O texto é tão rico e completo que tive de amadurecer muito profissionalmente antes de aceitar o projeto”, reconheceu Negro. Para realçar as ilustrações, ele usou diversos materiais, como pigmentos de frutas e penas.

As atrações do estande do FNDE prosseguem nesta quarta-feira, 18, com Lúcia Hiratsuka, autora de Festa no céu, festa no mar, e Ricardo Azevedo, com seu livro Contos de adivinhação.



estudantes_bienal2010
Alunos ganham livros após palestras no estande do FNDE


Assessoria de Comunicação Social

Fim do conteúdo da página