Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2012

Governo federal repassa R$ 53,9 milhões para a construção de creches em 123 municípios

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Quarta, 30 Mai 2012 12:59

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) transferiu ontem, dia 29, R$ 53,9 milhões para a construção de unidades de educação infantil em 123 municípios das cinco regiões. Os recursos estarão disponíveis amanhã, 31, nas contas correntes dos beneficiados

Minas Gerais (R$ 5,2 milhões), Rio Grande do Sul (R$ 4,9 milhões) e Ceará (R$ 3,4 milhões) foram os estados com mais prefeituras beneficiadas neste repasse para a construção de creches, com doze municípios em cada. Outros destaques foram as cidades de Mogi das Cruzes (SP) e de Porto Velho (RO), que receberam R$ 3,4 milhões e R$ 3,3 milhões, respectivamente. 

Responsável por analisar os pleitos dos municípios e repassar os recursos do governo federal, o FNDE disponibiliza às prefeituras dois projetos de escolas de educação infantil. O tipo B tem capacidade para 240 crianças até cinco anos de idade, em dois turnos. São oito salas pedagógicas, sala de informática, cozinha, refeitório, pátio coberto, secretaria e sanitário para pessoas com deficiência, entre outros ambientes. 

O tipo C, que atende 120 crianças, também em dois turnos, tem quatro salas pedagógicas e os mesmos espaços previstos no tipo B. O FNDE também financia, em alguns casos, projetos de escolas de educação infantil desenvolvidas pelo próprio município, desde que atendam os padrões de qualidade exigidos pela autarquia. 

PDDE – Além da transferência para a edificação de creches, o FNDE repassou ontem, dia 29, R$ 10 milhões referentes ao Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). Os recursos, que são transferidos para as unidades executoras das escolas – conselhos escolares, associações de pais e mestres e similares – destinam-se a pequenos reparos nas unidades de ensino e à manutenção da infraestrutura do colégio. Também podem ser utilizados na compra de material de consumo e de bens permanentes, como geladeira e fogão.

Fim do conteúdo da página