Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
Programas do livro

Caravanas de estudantes invadem a Bienal

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Segunda, 13 Agosto 2012 17:48
Caravanas de estudantes invadem a Bienal

Milhares de crianças e de adolescentes acompanhadas de seus professores passeiam nos enormes corredores do Pavilhão de Exposições do Anhembi, na capital paulista. A partir desta segunda-feira, 13, começaram as visitas de caravanas escolares na 22ª Bienal do Livro de São Paulo. Para essas crianças, tudo é novidade e nada passa despercebido.

No pequeno auditório montado no estande do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a movimentação de crianças e adultos é intensa. Divididas em quatro sessões diárias, a programação conta com atividades voltadas para crianças a partir de 3 anos de idade, encontros com autores dos livros do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE), além de palestras com foco na ação do professor em sala de aula.

Nesta segunda-feira, alunos da Escola Municipal Professor José Querino Ribeiro, do bairro de Itaquera, e do Centro Social Senhora do Bom Parto, de Santo André (SP), participaram da oficina de ilustração, com Mariana Zanetti.

Zanetti e seus amigos Fernando de Almeida e Renata Bueno escreveram e ilustram com recortes de papel colorido o livro Pra lá e pra cá, que faz parte da coleção do PNBE 2012 para a educação infantil. O livro ensina por meio das imagens a noção dos opostos, como grande e pequeno, longe e perto, triste e alegre.

Já no final de semana, o público no estande do FNDE era formado mais por família, que participou de oficina de xilogravura e de conversa com autores. No sábado, 11, a programação contou com a participação de Peter O’Sagae, autor de João Esperto leva o presente certo, de Thereza Cristina Rocque da Motta, autora do livro Futebol e mais nada, da oficina de xilogravuras, com Nireuda Longobardi e do grupo Tapetes Contadores de História com as Histórias do caldeirão.

No domingo, dia 12, o cearense Moreira de Acopiara, autor de As aventuras de Robson Cruzué e Medo, Eu, hem?, disse que “pertencer ao acervo do PNBE é um sonho para qualquer autor e para qualquer editor”. Suas obras estão no acervo do PNDE para a educação de jovens e adultos.

Ainda no domingo, crianças foram convidadas para montarem um livro com ilustrações. A meninada imediatamente sentou no chão para desenhar e pintar tudo o que vinha à cabeça.

Em seguida, o humor desconcertante do escritor e jornalista Ignácio de Loyola Brandão conquistou a plateia madura e atenta que escolheu o domingo para ouvir as histórias vividas pelo autor em Araraquara (SP). Alguns de seus livros fazem parte do acervo do PNBE, como O primeiro emprego – uma breve visão da coleção 2012 para jovens e adultos.

A 22ª Bienal de São Paulo vai até 19 de agosto com diversas atrações. A expectativa é que mais de 20 mil estudantes de todas as regiões de São Paulo passem pelo estande do FNDE.

Fim do conteúdo da página