Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
Programas do livro

Escritor dá aula de leitura no estande do FNDE

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Quarta, 15 Agosto 2012 15:02

O fascínio estava estampado no rosto de todos que compareceram ao estande do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) na Bienal do Livro de São Paulo, na manhã desta quarta-feira, 15. De um lado, Pedro Bandeira, escritor de livros para o público infanto-juvenil há 30 anos e com mais de 80 obras publicadas. Do outro, crianças, jovens e adultos aparentemente encantados com as histórias divertidas do autor e com sua apologia da leitura.

“Se vocês usarem os livros como degraus de uma escada, chegarão aonde quiserem”, pregou, com entusiasmo. Como um professor, ele mostrou a importância da leitura para qualificar os estudos. “O fato de eu ser um grande leitor me ajudou muito na escola. A leitura é importante até para você entender o enunciado de um problema matemático”, explicou.

A aula continuou e os estudantes continuaram atentos, como os alunos dos 3º e 8º anos do ensino fundamental da Escola Municipal Cleomenes Campo, da zona leste de São Paulo.

Além de pregar a importância da leitura, Pedro ressaltou que os estudantes devem querer o aprendizado. “O professor não ensina. Ele apresenta as coisas, estimula e até implora. Mas você aprende, estuda, só se quiser”, comentou.

Ele também fez questão de elogiar o Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE), que seleciona, compra e distribui obras de literatura e de referência a escolas públicas de todo o país. “Se você não tem essa compra maciça do governo, como é que milhares de crianças teriam acesso aos livros?”, questionou. “Felizmente o Brasil é o país que mais compra livros no mundo. E isso vai fazer com que o país melhore.”

E sentenciou: “Quando você lê, você amadurece emocionalmente. Aprende o que é inveja, ciúmes, ambição, sem precisar viver isso pessoalmente. E se torna uma adulto mais seguro”.

Outras atrações – Além do bate-papo com Pedro Bandeira, as caravanas de alunos que foram à Bienal tiveram outras atrações no estande do FNDE. No início da tarde, houve uma oficina de ilustração com a escritora e ilustradora Lucia Hiratsuka.

Autora de 15 livros voltados para o público infanto-juvenil, ela mostrou a técnica do sumiê aos alunos do 3º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Professor Carlos Correa Mascaro, da zona leste de São Paulo. O sumiê é uma técnica oriental de pintura em preto-e-branco que usa uma tinta especial parecida com o nanquim. Em seguida, a escritora Lucia Bettencourt apresentou sua obra Cobra apaixonada e conversou com os estudantes.

Amanhã, dia 16, também haverá oficina de ilustração, contação de histórias e bate-papo com autores. As escritoras Luciana Savaget e Lucia Hiratsuka apresentarão os livros Operação Galápagos e Muli, respectivamente.

Veja a programação completa

Autor Pedro Bandeira  de um lado contando historias divertidas para uma plateia de jovens, adultos e crianças sentados em auditório

Fim do conteúdo da página