Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
Programas do livro

FNDE amplia a distribuição de livros em 2006

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Quarta, 27 Dezembro 2006 01:00

ASCOM-FNDE (Brasília) - O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC) aumentou a base de alunos que receberam publicações didáticas, periódicos, dicionários e livros em 2006. A distribuição de livros didáticos de português e matemática foi expandida a todas as escolas públicas de ensino médio. O número de beneficiados cresceu mais de sete milhões. Os investimentos alcançaram R$ 543,8 milhões.

As obras chegam às escolas por intermédio dos Correios. Nos programas nacionais do Livro Didático (PNLD), do Livro Didático para o Ensino Médio (Pnlem) e Biblioteca da Escola (PNBE), estão sendo distribuídos para o próximo ano letivo de 2007 cerca de 120 milhões de livros.

Pnlem
− O programa distribuiu este ano livros de matemática e português para todas as escolas públicas do País. Foram 12,5 milhões de exemplares com investimento de R$ 143,8 milhões. “A distribuição tem crescido, mas queremos democratizar ainda mais o livro didático nas escolas”, diz o presidente do FNDE, Daniel Balaban. Em 2007, os estudantes do ensino médio receberão também livros de biologia. Já foram adquiridos 7,2 milhões de unidades para 6,9 milhões de alunos e mais 1,9 milhões de livros de português e matemática para reposição.

Iniciado em 2004, o programa atendeu, de forma experimental, 1,3 milhão de alunos da primeira série do ensino médio de 5.392 escolas das regiões Norte e Nordeste. Até o início de 2005, 2,7 milhões de livros de português e de matemática foram distribuídos − um investimento de R$ 39 milhões.

Libras − O Dicionário Ilustrado Trilíngüe em Libras (Língua Brasileira de Sinais) chegou a mais de 8,3 mil escolas este ano e beneficiou 36,6 mil alunos. “Pela primeira vez, os estudantes com deficiência auditiva puderam aprender com material acadêmico específico. Um avanço na educação”, analisa o presidente do FNDE.

O fundo investiu R$ 1,1 milhão na aquisição e na distribuição do material de Libras, feitas pelo PNLD.

PNLD − O programa distribui gratuitamente livros didáticos para alunos da rede pública de ensino fundamental. São livros de português, matemática, ciências, história e geografia ( 44,2 milhões), além de dicionários ( 4,6 milhões), periódicos (4,5 milhões), dicionário enciclopédico em Libras e publicações em braille. O PNLD investiu R$ 352,8 milhões em 2006.

Braille
− Um convênio firmado ano passado, com a Fundação Dorina Nowill para Cegos, permitiu a transcrição e a ampliação da oferta de títulos em braille para o ensino fundamental. No biênio 2005/2006, foram distribuídos 40 mil livros das cinco disciplinas. Mais de 1,2 mil escolas públicas e escolas especializadas sem fins lucrativos receberam o material.

Em 2007, as edições em braille vão contemplar os alunos de 1ª a 4ª série, e em 2008, de 5ª a 8ª série. No próximo ano, cerca de 9,3 mil livros devem chegar às escolas.

Mais títulos
− O Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) colaborou para a ampliação do acervo das bibliotecas das escolas públicas. Em 2007, 46,7 mil escolas com turmas da última série do ensino fundamental serão beneficiadas. Os acervos contém de 75 a 225 títulos, de acordo com o número de alunos do colégio. Os 7,2 milhões de livros chegarão a 13,5 milhões de alunos. Foram investidos R$ 46,5 milhões.

Em 2005, o PNBE beneficiou as séries iniciais do ensino fundamental, 1ª a 4ª série. Cada escola recebeu entre 20 e 100 títulos, de acordo com o número de alunos. Foram 136,3 mil escolas atendidas, 16,9 milhões de alunos e 5,9 milhões de livros. Os investimentos superaram R$ 47milhões.

João Neto

Fim do conteúdo da página