Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2008

Pesquisa apontará custo do transporte escolar rural

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Sexta, 05 Dezembro 2008 01:00
ASCOM-FNDE(Brasília) - O governo federal promoverá, no próximo ano, uma pesquisa que vai apontar o custo do transporte escolar rural em cada localidade do país. O objetivo é melhorar o transporte dos alunos que vivem em zonas rurais a partir da definição de quanto se gasta efetivamente por cada um. O resultado do levantamento deverá ser divulgado em dezembro de 2009 e os números apurados terão atualização anual.

“O custo/aluno será um importante instrumento para a gestão do transporte escolar no Brasil, pois servirá de referência para os termos de cooperação entre estados e municípios e para contratos de prestação de serviço terceirizado realizados pelas prefeituras”, afirmou José Maria Rodrigues, Coordenador-Geral de Apoio à Manutenção Escolar do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e coordenador do Grupo de Trabalho Permanente do Transporte Escolar, responsável por debater e propor ao Ministério da Educação (MEC) políticas públicas para melhorar o transporte escolar no Brasil.

O primeiro passo para a realização da pesquisa foi a definição da metodologia, elaborada em parceria entre o FNDE e o Centro de Formação de Recursos Humanos em Transportes da Universidade de Brasília (CEFTRU/UnB) e aprovada pelo Grupo de Trabalho Permanente do Transporte Escolar . De acordo com essa metodologia, o levantamento será dividido em diversas fases, que vão desde a estratificação dos municípios em todas as regiões e estados até a coleta de dados em cada uma das localidades.

Representatividade – Instituído em agosto deste ano, o Grupo de Trabalho Permanente do Transporte Escolar é formado por integrantes de órgãos federais e de entidades representativas de estados e municípios. Além do FNDE, fazem parte do colegiado técnicos das secretarias de Educação Básica (SEB) e de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad) do MEC, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, do Conselho Nacional de Secretários de Educação, da Confederação Nacional dos Municípios, da Frente Nacional de Prefeitos, da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e da Associação Brasileira de Municípios.



Assessoria de Comunicação Social
Fim do conteúdo da página