Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2014

Agricultura familiar recheia despensas escolares em Goiás

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Quarta, 25 Junho 2014 16:47
Agricultura familiar recheia despensas escolares em Goiás Ascom/FNDE

Cenoura, beterraba, repolho abobrinha, alface, couve, acelga, brócolis, mandioca, milho, tangerina, manga e banana. Tudo isso sai do campo e chega fresquinho nas despensas e cozinhas das escolas públicas de educação infantil e ensino fundamental de Trindade (GO). E os gêneros vêm direto da produção de agricultores familiares, a maioria do próprio município, o que impulsiona a economia local.

Todo esse círculo virtuoso foi possibilitado pela Lei 11.947/2009. A norma determina que os municípios utilizem pelo menos 30% dos recursos recebidos do governo federal para a alimentação escolar na compra direta de produtos da agricultura familiar.

Em Trindade, essa determinação garante alimentação nutritiva para os estudantes da rede pública, os agricultores reforçam a produção e boa parte dos recursos fica no próprio município.

“É gratificante vender para o consumo nas escolas, pelas crianças”, afirma o agricultor familiar João Batista Pereira, que aponta outra vantagem de vender para a alimentação escolar. “Nós dobramos a produção desde que começamos a vender para a merenda.”

Seu filho, Wanderson Batista Pereira, também agricultor familiar, explica que apareceram outros compradores depois que iniciaram as vendas para a Secretaria de Educação. “Depois da merenda escolar, surgiram alguns restaurantes que ficaram interessados e começaram a comprar parte da nossa produção também”, conta.

Confira outras histórias nos links abaixo.

Fim do conteúdo da página