Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2007

Oficinas e encontros com escritores movimentam Bienal do Livro

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Segunda, 17 Setembro 2007 00:00

ASCOM-FNDE (Rio de Janeiro) – A leitura é o melhor presente e a maior diversão para a estudante Amanda Farias, dez anos. No começo do ano, a menina que fala pouco e lê muito, pediu à mãe que não lhe desse mais presentes, apenas guardasse o dinheiro. A idéia era economizar para comprar novos livros na 13ª Bienal do Rio de Janeiro, que acontece até dia 23, no Riocentro (RJ).

No domingo, 16, Amanda passou o dia na feira e adquiriu 13 obras. Viajou também no encontro com o poeta Ferreira Gullar, que falou sobre a criação do seu livro infanto-juvenil Um Gato Chamado Gatinho, no espaço da leitura do Ministério da Educação e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Outras crianças e muitos adultos também se divertiram com as histórias e a experiência deste autor maranhense premiado no Brasil e em vários países.

Gullar – que nasceu José Ribamar Ferreira – contou que quando decidiu ser poeta, “a profissão dos defuntos”, dedicou-se integralmente à gramática. Estudou todas as gramáticas da época por dois anos. “Para escrever e fazer poesia é preciso vocação. Acho que os poetas, escritores e os músicos têm um papel muito importante: que é tornar a vida maior e melhor do que ela é”, disse o autor.

Amanda planeja voltar à Bienal no próximo domingo, 23. Nos últimos dias da feira, acontece uma grande promoção e muitas obras são vendidas com até 30% de desconto. “Aí sim terei muito mais livros para ler nos próximos dois anos”, conta a menina de olhos claros e óculos rosa, toda sorridente.

Agenda – A programação do espaço da leitura MEC/FNDE continua nesta segunda-feira, 17, pela manhã com oficina de encadernação de livros, com Lílian Dias e Tony Barreto; à tarde, das 13h às 14h, a autora Bia Hetzel leva o público para um “vôo” com Santos Dumont. Às 15h, Julio Emilio Braz, conta lendas aos visitantes, e das 17h às 18h, Fátima Café volta para “cozinhar” histórias. Na terça-feira, 18, às 10h30, Maurício Veneza conduz a oficina de ilustração. Às 13h, Rosa Amanda Strauzs, conta histórias de amor. Das 15h às 16h, Paula Saldanha e Regina Yolanda ensinam o público a fazer livros; e encerrando a programação, Tecka Mattoso, apresentará um caldeirão de histórias da Amazônia.


Hellen Falone

Fim do conteúdo da página