Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2015

Sociedade e governo debatem alimentação saudável

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Terça, 03 Novembro 2015 20:00
Sociedade e governo debatem alimentação saudável Roberto Stuckert Filho/PR

Sob o lema “Comida de verdade no campo e na cidade: por direitos e soberania alimentar”, teve início nesta terça-feira, 3, em Brasília, a 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Até a próxima sexta-feira, 6, os cerca de 2 mil participantes do evento debaterão assuntos que envolvem a alimentação adequada e saudável, inclusive nas escolas.

A solenidade de abertura teve a presença da presidenta da República, Dilma Rousseff, que chamou a atenção para o fato de que esta conferência é a primeira que ocorre após o Brasil sair, em 2014, do Mapa Mundial da Fome, da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). “Isso é resultado da ação do Estado em conjunto com a sociedade, por meio de diversas políticas públicas, como o Bolsa Família, o incentivo à agricultura familiar e a garantia de alimentação escolar para 43 milhões de crianças todos os dias”, disse.

A presidenta ressaltou que o governo seguirá impulsionando a compra da agricultura familiar na alimentação escolar. “Queremos hábitos alimentares saudáveis para todas as crianças brasileiras”, enfatizou. Hoje, a legislação determina que no mínimo 30% do valor repassado a estados, municípios e Distrito Federal pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) deve ser utilizado na compra de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural.

Evento – A conferência tem participantes dos 26 estados e do Distrito Federal, além de delegações estrangeiras. A maioria dos inscritos é de representantes da sociedade civil, indígenas, quilombolas, população negra, defesa do consumidor, militantes das áreas de saúde, educação e movimentos urbanos.

Entre os assuntos que serão tratados durante os quatro dias de evento, estão a obesidade, os produtos transgênicos e os agrotóxicos. Grupos de trabalho discutirão o que é comida de verdade e como avançar na implementação de diretrizes para uma alimentação saudável. Ao final da conferência, os resultados dos debates serão apresentados em uma carta política.

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas na página eletrônica do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional da Presidência da República (Consea).

Fim do conteúdo da página