Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2014

Caminho da Escola garante mais matrículas em áreas rurais do Rio Grande do Norte

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Terça, 01 Julho 2014 11:20
Caminho da Escola garante mais matrículas em áreas rurais do Rio Grande do Norte

O governo do Estado do Rio Grande do Norte constatou um fenômeno curioso desde que passou a usar os ônibus do programa Caminho da Escola: o aumento do número de matrículas nas áreas rurais do estado. “Ano a ano, o censo sinaliza acréscimo de alunos na zona rural, possibilitado pelo oferecimento de transporte de qualidade”, informa o coordenador do transporte escolar no Estado, Pedro Fernandes de Souza.

Segundo outra responsável pelo serviço, Ana Rosângela de Araújo, o estado adquiriu 246 veículos com recursos próprios e outros 146 em parceria com o FNDE, totalizando 392 ônibus.

O Programa Caminho da Escola foi criado em 2007 com o objetivo de renovar a frota de veículos escolares, garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes e contribuir para a redução da evasão escolar, ampliando o acesso e a permanência na escola dos estudantes matriculados na educação básica da zona rural das redes estaduais e municipais. O programa também visa à padronização dos veículos de transporte escolar, à redução dos preços dos veículos e ao aumento da transparência nessas aquisições.

O Caminho da Escola consiste na aquisição, por meio de pregão eletrônico para registro de preços realizado pelo FNDE, de veículos padronizados para o transporte escolar. Existem três formas para estados e municípios participarem do Caminho da Escola: com recursos próprios, bastando aderir ao pregão; via convênio firmado com o FNDE; ou por meio de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que disponibiliza linha de crédito especial para a aquisição de ônibus zero quilômetro e de embarcações novas.

De 2008 aos dias atuais, foi viabilizada a aquisição de 37.913 ônibus escolares, por meio de adesão ao Registro de Preços do Programa Caminho da Escola. “A qualidade do transporte é outro ponto positivo do programa”, avalia Pedro Fernandes de Souza. Os ônibus foram desenvolvidos pelo FNDE em parceria com Instituições Federais de Ensino Superior e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). São veículos com especificações exclusivas, próprias para o transporte de estudantes e adequado às condições de trafegabilidade das vias das zonas rural e urbana brasileira.

“Esse era o programa dos sonhos. Não só dos alunos, mas de todos nós que estamos envolvidos neste serviço”, comemora Ana Rosângela de Araújo.

 

Nos links abaixo, você confere outras histórias de brasileiros e brasileiras que se preparam para o futuro do país.

Fim do conteúdo da página