Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
Programas do livro

Contação de histórias estimula gosto pela leitura em Goiânia

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Quarta, 02 Julho 2014 09:42
Contação de histórias estimula gosto pela leitura em Goiânia Ascom/FNDE

O gosto pela leitura é incentivado desde os primeiros anos de estudo na Escola Municipal Professora Maria Nosídia Palmeiras das Neves, em Goiânia (GO). Com atividades em tempo integral, a unidade de ensino tem um projeto, chamado Mala de Leitura, que busca despertar nos estudantes o desejo por viajar pelo mundo fantástico dos livros.

Segundo o Coordenador de Turma da unidade de ensino, Juliano Batista Borges, todas as sextas-feiras os alunos levam os livros para casa, retornam na segunda-feira e contam as histórias para seus colegas. “Aqueles que se interessam pelas histórias já pegam os livros na próxima sexta”, conta.

Responsável pela Mala de Leitura, a pedagoga Maria Cecília Mendonça de Almeida explica que dentro do projeto há várias ações diferentes, como a parada literária, em que os alunos se reúnem em qualquer lugar da escola para leitura e contação de histórias. Também tem um sarau no fim de cada ano, envolvendo toda a escola, com apresentações teatrais, transpostas dos livros para os palcos.

Boa parte dos livros encontrados na sala de leitura da unidade de ensino, que atende alunos da pré-escola e dos anos iniciais do ensino fundamental, chegou à escola por meio do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE), gerenciado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

O objetivo principal do programa é estimular o gosto pela leitura e democratizar o acesso à informação. Por isso, distribui livros anualmente para escolas públicas de educação básica. São obras de vários gêneros literários, como romances, contos, novelas, biografias, poemas, crônicas, quadrinhos e obras clássicas.

“Eu apresento os livros para as crianças como bens preciosos”, comenta a pedagoga. Além de incentivar a leitura, a contação de histórias serve a outros objetivos. “Procuramos também comentar sobre os autores e ilustradores”, completa.

A sala de leitura da escola é utilizada ainda para outras atividades. Maria Cecília faz uso de vídeos e apresentações teatrais para reforçar o aprendizado de outras disciplinas. Em maio último, por exemplo, ela mostrou aos alunos as diferenças entre os diversos alimentos de forma lúdica, com ajuda de livros e vídeos. Tudo dentro do projeto Mala de Leitura.

Veja mais nos links abaixo:

Fim do conteúdo da página