Informáções Técnicas: Para o funcionamento de todas as funções desse portal, é necessária a utilização de JavaScript.
Quinta, 20 Outubro 2016 16:25

FNDE apresenta programa de alimentação escolar na Itália

Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE

Desenvolvimento sustentável e melhoria da nutrição são o foco do evento que acontece esta semana em Roma

Representantes de diversos países participam, nesta semana, da 43ª Sessão do Comitê de Segurança Alimentar (CSA), em Roma, na Itália. O evento, promovido pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), começou na segunda-feira, 17, e vai até esta sexta-feira, 21, com o tema sistemas alimentares sustentáveis, nutrição e mudança do clima.

Considerado referência internacional, o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), foi apresentado nesta quinta-feira, 20, durante discussão paralela que tem como foco a agricultura familiar e os mercados institucionais.

“Acreditamos sinceramente que é possível superar nossos desafios. E acreditamos na agricultura familiar como fator fundamental para atingir essa conquista. E é por acreditar nisso que trabalhamos em parceria com os países africanos, asiáticos e latino-americanos em diversos acordos de cooperação com organismos internacionais, como a FAO e o Programa Mundial de Alimentos (PMA)”, afirmou o Diretor de Ações Educacionais do FNDE, José Fernando Uchôa.

Atualmente, cerca de 50 milhões de refeições são servidas diariamente a mais de 40 milhões de alunos da rede pública de ensino no Brasil, com o apoio do Pnae. O orçamento do programa para 2016 é de R$3,6 bilhões e30% desse valor deve ser investido na compra direta de produtos da agricultura familiar, medida que estimula o desenvolvimento econômico e sustentável das comunidades.

Baseado nas experiências e resultados obtidos com o Pnae, o Brasil, em parceria com o Centro de Excelência contra a Fome, trabalha com 26 países na África e dois na Ásia para apoiar os governos nacionais a criar, desenvolver e aperfeiçoar seus programas de alimentação escolar, visando o fortalecimento da ligação com a compra local dos pequenos agricultores.

“No contexto da agricultura familiar, o PNAE induz e potencializa a afirmação da identidade, a redução da pobreza e da insegurança alimentar no campo, a reorganização de comunidades, incluindo povos indígenas e quilombolas, o incentivo à organização e associação das famílias agricultoras, a dinamização das economias locais, a ampliação da oferta de alimentos de qualidade e a valorização da produção familiar”, destacou o diretor.

Na quarta-feira, 19, Fernando Uchôa e a coordenadora-geral substituta do Pnae, Karine dos Santos, foram recebidos pelo diretor da Divisão de Programa de Política e Inovação do PMA, Stanlake Samkange. Na ocasião, foi destacada a importância da parceria com o Centro de Excelência contra a Fome para a melhoria da alimentação na África e Ásia.

As discussões e propostas apresentadas no comitê deverão contribuir para a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que corresponde a um conjunto de programas, ações e diretrizes que orientarão os trabalhos das Nações Unidas e de seus países membros rumo ao desenvolvimento sustentável.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Enviar notícia por e-mail

Fechar

Para enviar esta notícia basta preencher o formulário abaixo e clicar em "Enviar".

Os campos marcados com um asterisco são obrigatórios.

Fechar [x]