Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2007

Proep quer avaliar funcionamento das escolas profissionalizantes

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Quinta, 08 Março 2007 00:00

ASCOM-FNDE (Brasília) – Até o dia 30 de março, 148 escolas profissionalizantes federais, estaduais e comunitárias inscritas no Programa de Expansão da Educação Profissional (Proep) terão de responder a pesquisa de acompanhamento das escolas participantes do programa.

O levantamento vai permitir a elaboração de um recorte atual do desempenho dessas escolas frente ao projeto, revelando quantos e quais cursos técnicos, tecnológicos e de formação inicial e continuada estão sendo ofertados, o número de matrículas preenchidas em 2006 e informações (nome, endereço, telefone etc.) sobre os alunos beneficiados com gratuidade nas escolas comunitárias.

Em um segundo momento, o FNDE e a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC utilizarão a mesma base da pesquisa para implementar um sistema de acompanhamento anual das escolas ligadas ao Proep.

A direção do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) já começou a enviar a senha e o login para que os responsáveis pelas escolas possam acessar o Sistema de Informações, Pesquisa, Acompanhamento e Avaliação, disponível no sítio do órgão, www.fnde.gov.br.

Programa - O Proep visa a implantação da reforma da educação profissional, determinada pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação - LDB. Abrange tanto o financiamento de construção ou reforma e ampliação, aquisição de equipamentos de laboratórios e material pedagógico como ações voltadas para o desenvolvimento técnico-pedagógico e de gestão das escolas, como capacitação de docentes e de pessoal técnico, implantação de laboratórios, de currículos e de metodologias de ensino e de avaliação inovadoras, flexibilização curricular, adoção de modernos sistemas de gestão que contemplem a autonomia, flexibilidade, captação de recursos e parcerias.

O programa decorre do Acordo de Empréstimo nº 1.052/0C-BR, assinado entre o Ministério da Educação e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e tem vigência até maio de 2007. O valor total de investimentos é de US$ 312 milhões, dos quais 50% provenientes do financiamento do BID e 50% de contrapartida brasileira, por meio do Ministério da Educação.

Ao encerrar suas atividades em 2007, o PROEP terá financiado ações em 262 escolas de educação profissional, que terão a capacidade de atender 926.994 alunos(as) em cursos técnicos, tecnológicos e de formação inicial ou continuada.



Lucy Cardoso

Fim do conteúdo da página