Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
Assistência Técnica

FNDE busca opinião de gestores educacionais sobre as ações de assistência técnica

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Quinta, 28 Mai 2020 18:14
FNDE busca opinião de gestores educacionais sobre as ações de assistência técnica

Pesquisa vai levantar informações para subsidiar a produção de eventos virtuais, materiais de apoio, vídeos, podcasts e cursos

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado ao Ministério da Educação, lançou uma pesquisa para saber a opinião dos agentes educacionais sobre as ações de assistência técnica da autarquia. As informações enviadas pelos profissionais servirão como base para a produção de cursos, eventos virtuais e materiais de apoio, como vídeos, e-books e podcasts. Para participar, basta acessar este formulário.

De acordo com a presidente do FNDE, Karine Santos, o objetivo é que as ações de educação corporativa atendam às necessidades apresentadas pelos técnicos e gestores municipais e estaduais de educação em curto prazo. “Mesmo neste momento em que os eventos e atendimentos presenciais estão suspensos, o FNDE visa garantir que as ações de assistência técnica sejam eficazes”, afirma a presidente.

Podem participar da pesquisa os diretores de escola, conselheiros da alimentação escolar, secretários de educação, professores e demais integrantes da comunidade escolar. Os temas são direcionados aos vários programas gerenciados pelo FNDE, como o Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE), Caminho da Escola, além das ações voltadas para obras de infraestrutura educacional, prestação de contas, entre outras.

O assessor técnico de educação corporativa, Carlos Fortini, explica que todas as sugestões serão levadas em conta a fim de que os materiais produzidos alcancem o público de maneira mais prática e eficiente. “Ao contar com gestores educacionais na elaboração das políticas públicas, há maior chance de estas serem consistentes, melhorando assim o desempenho de todos os profissionais envolvidos com a execução dos programas”.

Fim do conteúdo da página