Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2005

MEC tem estande na Bienal do Livro do Rio de Janeiro

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Quarta, 11 Mai 2005 00:00

ASCOM-FNDE (Brasília) – O Ministério da Educação montou um estande de 210 metros quadrados na 12ª. Bienal do Livro do Rio de Janeiro, que será aberta nesta quinta-feira, dia 12, e se estenderá até o dia 22, no Riocentro, no Rio. Qualidade na Educação Básica é o tema escolhido pelo MEC para o estande. A bienal, que oferece vasta programação literária e cultural, será aberta oficialmente às 12h, pela governadora Rosinha Matheus.

Participarão da bienal 944 expositores, entre editores, livreiros, distribuidores, agentes literários, importadores e exportadores, além de empresas associadas à produção do livro. O MEC, que tem o maior programa de livro didático do mundo, apresentará suas políticas de educação em informativos, revistas e iniciativas voltadas para alfabetização e leitura. No Espaço de Leitura, estarão expostas publicações do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) e do Programa Nacional do Livro do Ensino Médio (Pnlem). O espaço será coordenado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC).

Serão realizados no estande 21 encontros de leitura com escritores e autores do PNBE, além de diversas oficinas. Ana Maria Machado, Ferreira Gullar, Ruth Rocha, Ziraldo, Affonso Romano de Sant'Anna e Lygia Bojunga Nunes estão entre os convidados do MEC para encontros e oficinas de leitura.

Outra atração serão as apresentações de vídeos da TV Escola , da Secretaria de Educação a Distância (Seed/MEC), presente em mais de 50 mil escolas públicas. Os visitantes receberão, gratuitamente, a Revista da TV Escola e a grade de programação da emissora.

Qualidade – A bienal é organizada pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel). "A meta é investir em qualidade, realizar melhorias para torná-la um programa atraente para o público, sem perder o foco, de valorizar o livro e os autores", afirmou Paulo Rocco, presidente do Snel. A expectativa é de um público de 600 mil pessoas durante os 11 dias do evento, nos três pavilhões do Riocentro, que somam 55 mil metros quadrados.

Este ano, a França é o país homenageado. Entre as atividades da bienal, haverá, uma série de encontros, durante três dias, entre profissionais dos mercados editoriais brasileiro e francês. Mais informações na página eletrônica da bienal ou pelo telefone (21) 2527-8088.


Repórter: Susan Faria

Fim do conteúdo da página